Balanças

São instrumentos usados para comparar as massas dos corpos e também os seus pesos, por meio da operação física denominada pesagem. Nesta operação utilizam-se corpos sobre os quais foram previamente inscritos os valores das respectivas massas, chamados massas marcadas ou pesos marcados. A pesagem que nos dá a medida absoluta da massa dum corpo, apenas permite a medida relativa do seu peso, pois este pode variar de lugar para lugar da Terra, ao contrário da massa.

Na astrologia a balança está associada à constelação com o mesmo nome e está associada à entrada do Sol no Equinócio do Outono, o que sugere a igualdade ou equilíbrio entre os dias e as noites. Simboliza também a equidade, o equilíbrio e a justiça.

A balança terá tido a sua origem com as primeiras transacções comerciais. Os egípcios conheciam a balança, e nas pinturas de Ben-Hiassan encontramos um modelo rudimentar de balança caracterizado por uma “vara curva apoiada no seu centro sobre um pé vertical e tendo em cada extremo um gancho”. Na tradição hebraica, Ezequiel fala de uma balança com fio de prumo, a qual era uma imitação das balanças egípcias. A balança assíria assemelha-se às nossas e a balança romana chegou até aos nossos dias, mantendo ainda hoje a mesma designação A balança é um dos instrumentos de medida mais antigos que conhecemos, sendo usada pelo homem desde há aproximadamente 7 mil anos. São conhecidos exemplares do tempo da civilização egípcia.

As balanças têm três características – sensibilidade, fidelidade e justeza.
Sensibilidade para atestar as variações de massa.
Fidelidade para dar sempre o mesmo resultado para a mesma massa.
Justeza, quando massas iguais são colocadas em cada um dos pratos e ocorre uma situação de equilíbrio.

Podem ser gravimétricas, quando comparam massas em relação ao peso de uma determinada massa e dinamométricas, quando o peso de uma carga é comparado em função da força elástica de uma mola.

As balanças mais primitivas consistiam de um simples travessão com um eixo central, tendo em cada extremidade um prato. Num desses pratos depositava-se uma peça de peso-padrão conhecido e no outro o objecto que se desejava pesar. Quando se estabelecia o equilíbrio podia ficar-se a conhecer o peso relativo do objecto.

Uma das balanças mais interessantes deste tipo é a balança romana, com uma haste vertical e um travessão com uma escala indicativa do peso. Numa extremidade tem um prato e ao longo do travessão tem um peso fixo que se desloca em função do peso do objecto.

Há balanças usadas em laboratórios, em farmácias e por ourives, habitualmente em latão ou cobre, com elementos decorativos muito elegantes e para pesos muito pequenos, até a uma miligrama, sendo, em alguns casos, necessário usar pinça para colocar os pesos feitos de alumínio.

Os ourives e farmacêuticos usavam, por vezes, uma balança desmontável, transportada dentro duma pequena caixa, por vezes muito decorada, e que servia para adquirir mercadoria em feiras ou fora dos locais de mercado usual.

Curiosa era a balança usada por um tipo de comprador de roupa velha ou papel, que percorria as aldeias e que comprava ao quilo. Essas balanças eram de ferro fundido e muito artesanais, com ganchos a funcionar de pratos, colocando a mercadoria num lado da balança e um peso conhecido no outro. Eram os chamados “farrapeiros”.

Algumas balanças antigas são de dimensões muito reduzidas e de aspecto muito delicado. Serviam para pesar ouro em pó ou diamantes e, também, para uso farmacêutico.

Curioso é o exemplar chinês, muito artesanal e confeccionado à mão, usado para pesar ópio, com um só prato para colocar a droga e um travessão com várias escalas e um peso que se vai deslocando, até atingir o equilíbrio. Hoje em dia há diversos tipos de balanças, usadas para a pesagem dos mais variados materiais, desde amostras químicas e biológicas até enormes objectos, como autocarros ou longos camiões.

A balança de dois pratos possui um travessão feito de uma liga metálica leve e rígida, apoiado num pivô. Os pratos são pendurados em ganchos igualmente apoiados em pivôs. No ponto central uma agulha desloca-se ao longo duma escala. Quando se atingir a estabilidade da agulha podemos verificar o peso do objecto.

Os modelos de prato único possuem no travessão um dispositivo e contrapeso, móvel e fixo.

Podemos, ainda, classificar as balanças em balanças de precisão e balanças comerciais.

As balanças de precisão são usadas em laboratórios químicos, em ourivesarias ou farmácia e as balanças comerciais no comércio e são de vários tipos, com um ou dois pratos.

Hoje em dia as balanças são digitais e electrónicas, teoricamente com pesagens mais rigorosas que as antigas, contudo a beleza e arte destas torna-as objectos de estima e de grande valor.